Principais 7 tratamentos para impotência

Está querendo saber quais são os melhores tratamentos para a impotência sexual? Então, confira aqui os sete melhores atualmente.

Embora a impotência sexual ocorra mais em homens acima dos 40 anos, está cada vez mais  comum o problema aparecer em homens mais jovens.

Apesar da alta incidência do problema, infelizmente, a busca por ajuda médica ainda é bem tímida, geralmente, levando de três a cinco anos para agendarem uma consulta com um especialista.

Vale saber, no entanto, que a medicina avançou muito nesta área, na verdade, hoje em dia, só sofre com impotência sexual quem quer.

Confira abaixo sete tratamentos para a impotência sexual.

Medicamentos orais

Geralmente, a primeira opção de tratamento são os medicamentos orais, claro, desde que não haja lesões nas artérias do pênis ou alguma contraindicação em suas fórmulas.

Os medicamentos orais melhoram o fluxo sanguíneo para o pênis, favorecendo a ereção. Devem ser ingeridos cerca de uma a duas horas antes da relação sexual e podem variar quanto ao tempo de ação e potência máxima, os com efeito efervescente como o Eferver Up costumam ter ação mais rápida.

Alguns medicamentos têm ação prolongada, podendo agir até por até 36 horas, o que significa que durante esse período é possível ter ereções, desde que estimulado sexualmente.

Os efeitos colaterais mais relatados são dor de cabeça, rubor, sensação de nariz entupido e taquicardia, e devem ser informados ao médico sempre que surgirem.

Injeção intracavernosa

No caso dos medicamentos orais não surtirem efeito ou forem contraindicados, a injeção intracavernosa costuma ser indicada. O medicamento age cerca de quinze minutos após a aplicação, não sendo necessário nenhum estímulo para haver a ereção. A substância injetada estimula a circulação e promove a dilatação das artérias no local, aumentando o fluxo sanguíneo no pênis levando à ereção.

Nem é preciso dizer que, mesmo sendo muito eficaz, por envolver agulha e essa ter que ser introduzida no pênis, esse tratamento não faz muito sucesso entre os homens.  Seus efeitos colaterais são nulos, claro, apenas é preciso observar a possibilidade de alergias a alguma substância presente no medicamento.

Prótese peniana

Por ser uma intervenção cirúrgica, a colocação da prótese peniana, tanto maleável quanto inflável, são tratamentos mais complexos do que a ingestão de medicamentos ou injeções.

O tipo maleável é o mais simples e mais em conta, e nele é introduzida uma haste metálica envolvida em silicone no pênis do paciente, fazendo com que fique rijo o suficiente para a penetração 100% do tempo. Ou seja, na hora da relação, basta elevar o pênis. Embora seja uma ereção artificial, costuma proporcionar muito prazer ao paciente.

Já, o tipo inflável, diferente do maleável, permite que o pênis volte ao estado de flacidez após o ato sexual. São introduzidos cilindros infláveis no pênis conectados a uma bombinha com líquido, que simularia o sangue, implantada na região escrotal, como se fosse um terceiro testículo. Para haver a ereção, é só acionar a bombinha para drenar o líquido para o cilindro, depois, então,  é só pressionar o pênis para baixo para que o líquido volte para a bombinha e ele fique novamente flácido.

Terapia

A impotência sexual, em alguns casos, têm como causa fatores psicológicos, não sendo indicado, portanto, nenhum dos tratamentos acima.

O indicado, nesses casos, é consultar um terapeuta com formação em sexologia que ajudará a resolver esse bloqueio.

Geralmente, no caso de homens casados, ou com parceiras fixas, a companheira pode ajudar muito no tratamento.

Revascularização

Indicado para alguns casos mais complexos, a revascularização é um procedimento indicado quando o paciente tem problemas nas artérias que irrigam o pênis. Sendo necessário um grande estudo clínico antes da cirurgia, já que a mesma pode trazer consequências mais sérias.

Bomba de vácuo

As bombas de vácuo que já viveram seu auge, voltaram a ganhar força ultimamente, principalmente, entre pacientes operados por câncer de próstata, sendo auxiliares na reabilitação peniana.

Categories: Impotência

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *