Curiosidades - Entretenimento - Vídeos

Vida: O cético e o lúcido


No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês. O primeiro pergunta ao outro:

- Você acredita na vida após o nascimento?

- Certamente. Algo tem de haver após o nascimento. Talvez estejamos aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.

- Bobagem, não há vida após o nascimento. Como verdadeiramente seria essa vida?

- Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui. Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a boca.

- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Eu digo somente uma coisa: A vida após o nascimento está excluída - o cordão umbilical é muito curto.

- Na verdade, certamente há algo. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui.

- Mas ninguém nunca voltou de lá, depois do nascimento. O parto apenas encerra a vida. E afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.

- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.

- Mamãe? Você acredita na mamãe? E onde ela supostamente está?

- Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela tudo isso não existiria.

- Eu não acredito! Eu nunca vi nenhuma mamãe, por isso é claro que não existe nenhuma.

- Bem, mas às vezes quando estamos em silêncio, você pode ouvi-la cantando, ou sente como ela afaga nosso mundo. Saiba, eu penso que só então a vida real nos espera e agora apenas estamos nos preparando para ela...

PENSE NISSO...   M A R A V I L H O S O ! ! !

Comentário anônimo:

A pessoa que escreveu este texto, foi muito iluminada pelo nosso CRIADOR.

Eu nunca havia pensado dessa maneira. Adorei a forma utilizada para esclarecer uma dúvida que atormenta a maioria da humanidade.

Como achar que não exista vida após o nascimento??? Esta questão é a mesma de não acreditar em vida após a morte!!!

Tudo depende de um ponto de referência. Usar o óbvio para explicar o duvidoso. Aliás... "O que é vida e o que é morte?

(Desconheço a autoria do texto)

3 comentários:

mike miranda disse...

Sinceramente fiquei sem palavras para descrever a comparação usada nesse texto, é simplesmente maravilhosa, parabéns pela postagem.

Larissa disse...

Olá tudo bem achei seu canal interessante estou te seguindo como amigo se quiser me seguir tbm obrigado sucesso abraços
Jogos Para Celular

Kamilla Keiti disse...

Nossa, comparação maravilhosa, as vezes vem esses pensamentos, mas temos que seguir acreditando. Um abraço e muito sucesso.
Visite: nutriçaoedieteticahumana.blogspot.com.es

Postagem em destaque

Mulher espanta crocodilo batendo chinelo na Austrália

Postagens Recentes

Curta nossa página

Siga nossa página no Google