Estes você não deve perder:

Cirurgia plástica... saiba um pouco mais

A cirurgia plástica tem como finalidade a reconstituição de uma determinada área do corpo humano, podendo ser realizada por motivos médicos ou estéticos. A cirurgia plástica é subdividida em duas categorias, a cirurgia plástica reparadora (razões médicas) e a cirurgia plástica estética (razões estéticas). Conheça cada uma delas:

Créditos: Todos os créditos para www.guiamodamulher.com

Cirurgia plástica reparadora – Nesse caso a cirurgia reparadora tem como propósito corrigir lesões deformantes, defeitos congênitos ou adquirido devido um acidente, por exemplo. A cirurgia plástica reparadora é considerada tão necessária como qualquer outro procedimento cirúrgico.

Cirurgia plástica estética – Nesse caso é realizada por vontade do paciente com o objetivo de melhorar alguma parte do corpo humano. A cirurgia de estética é realizada de modo que o paciente não obtém nenhuma melhora em seu estado de saúde, mas sim é realizada para melhorar algum aspecto físico que não agrada o paciente, ou seja, corrigir uma área do corpo, por exemplo, como uma orelha de abano, outro caso como uma mama flácida que pode estar dificultando aquele paciente em um possível relacionamento afetivo.

Vale lembrar que a formação de um cirurgião plástico não é nada fácil, muito pelo contrário, é extremamente desgastante e longa. O primeiro passo para ser um cirurgião plástico é se formar em medicina, depois de formado e tiver em mãos o seu CRM, é preciso novamente prestar um novo vestibular para cirurgia geral. Passando neste vestibular, o médico deverá cursar residência em cirurgia geral, tendo em vista que é uma das partes mais difíceis e desgastantes residências de toda a área médica. Ou seja, o médico estuda muito, dorme pouco, terá que dar plantões em dias alternados, ganha-se menos e opera-se muito.

A residência médica é uma espécie de treinamento com a supervisão de professores, no momento em que o médico estiver uma residência ele sempre terá auxílio de alguém mais experiente do lado. Ao todo são dois anos fazendo cirurgias, treinando suas técnicas e se aperfeiçoando cada vez mais. Depois de formado o médico recebe o título de especialista em cirurgia geral.

Agora é preciso se especializar em cirurgião plástico, ou seja, o médico deve fazer um novo vestibular (novamente) para cirurgia plástica. Somente os candidatos com o título de cirurgia geral poderão estar realizando essa prova, ou seja, não tem como o candidato pular etapas nesse processo de ser um cirurgião plástico. O médico deverá curar novamente mais três anos de residência, após esse treinamento o residente estará apto para fazer a prova mais esperada da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Somente depois de onze anos de estudos e treinamentos é que o médico poderá realizar essa prova. Caso o médico seja aprovado nessa prova, recebe-se o título de cirurgião plástico especialista pela sociedade de cirurgia plástica e pode se tornar um grande cirurgião plástico.

G.Produções

Clique no banner e conheça o site Guia Moda Mulher

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS: